Notícias

Prefeitura prepara a abertura da ‘Mostra de Arte Indígena de Manaus – Meu Povo’

Curadores Monik Ventilari e João Paulo Tucano supervisionam a montagem do salão da Mostra.

A Prefeitura de Manaus, por meio do Conselho Municipal de Concultura (Concultura), com o apoio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), realiza a abertura da “Mostra de Arte Indígena de Manaus – Meu Povo”, nesta quarta-feira, 22/9, às 17h, no Palácio Rio Branco, localizado na avenida 7 de Setembro, Centro. Na ocasião, também será apresentado ao público o conjunto de obras com a presença dos artistas indígenas.

Um ritual com indígenas da comunidade Bayroá, conhecido como Japutu e Cariço, que significa abertura da festa e união dos povos indígenas, será realizado na abertura da mostra, em frente ao Palácio Rio Branco, no memorial Aldeia da Memória Indígena, na praça Dom Pedro II. Um pajé fará um benzimento com fumaça de breu branco no local onde estão as obras de arte, como forma de harmonizar e trazer boa sorte ao evento.

O agendamento para visitação com uso obrigatório de máscara deve ser feito pelo link: https://bit.ly/3k7w7hB

É a primeira vez em 352 anos de existência que a capital amazonense vai ter uma mostra genuinamente indígena com a participação de oito artistas e mais o centro indígena Bahserikowi, com objetos dos povos tukano, dessana e tuyukas do alto rio Negro. Além de Manaus, foram convidados uma artista do povo warao da Venezuela e outro de uma aldeia de Autazes.

A mostra indígena reúne os mais variados estilos de arte, com quadros retratando os grafismos ritualísticos e antropológicos, bem como a arte urbana das novas gerações, que vivem na capital, esculturas e objetos que retratam as várias culturas presentes como: mura, kokama, dessana, tukano, tuyuka e warao. A criatividade indígena como arte é expressa na pintura corporal, nas cerâmicas, plumagens, nos artefatos, nas cestarias, nas máscaras com representações de suas cosmografias.

Notícias relacionadas